imagemQue livro!

Lua de Larvas conseguiu me arrancar lágrimas duas vezes. Uma de tristeza, outra de felicidade. Bem que a autora poderia ter escrito um epílogo, mas isso não é uma crítica, é um desejo. Eu só queria saber o que acontece depois. Tecnicamente, não é nem possível. Assim que terminei de ler, recebi essa mensagem: "Cada amizade que fazemos ao longo de nossa caminhada, é uma linda flor que cultivamos em particular no jardim da vida. Amizade é tudo aquilo que demonstramos mesmo em silêncio, pois os melhores amigos são aqueles que até no silêncio nos fazem felizes."; o livro é exatamente isso. É sobre amizade.

Claro que temos a Terra Mãe como pano de fundo e tudo o que envolve o mistério central do livro, os porquês, o bullying, o sofrimento, a ditadura, mas a amizade de Stan e Hector é a coisa mais linda que eu já vi na minha vida até hoje!

Eu gostei tanto desse livro que não tenho palavras para descrevê-lo. Uma história escrita para surpreender. Não espere um YA fofo, porque de fofo esse livro não tem nada. Tudo de ruim pode acontecer a qualquer momento. Um detalhe muito interessante, são as ilustrações. São maravilhosas e seguem a narrativa de Standish de forma quase poética. Os seres humanos são ratos sujos. 

Li o último capítulo umas cinco vezes para ter certeza que aquele era o fim. Há muito tempo eu não lia um livro e ficava com gostinho de quero mais e ao terminar tudo que veio a minha mente foi: "você não pode acabar, volta!"


Deixe um comentário