POR_QUE_INDIANAN_JOAO_1405533027PUm livro que para mim foi complicado ler por motivos de expectativa. Mas valeu muito a pena.

"Por que Indiana, João?" é o primeiro trabalho de Danilo Leonardi, criador do Cabine Literária e o que você tem que saber sobre "Por que Indiana, João?" é que ele fala sobre bullying. Confesso que no começo eu fiquei com o pé atrás devido ao tema, já explico porque: este é um tema abordado por vários autores, então bateu aquele medinho do livro ser "só mais um entre os outros", mas não é!

Quem ficou sabendo de algumas notícias nos últimos anos, vai encontrar várias referências durante a leitura, não vou contar porque seria spoiler. Mas além das referências sobre o bullying, temos muito Legião Urbana e Danilo abordou seu próprio mundo em "Por que Indiana, João?": João, assim como o escritor, tem um canal no YouTube.

Este é um livro bem real, escrito de forma leve e sem rodeios. Te deixa ansioso para saber o final e quando você chega na última página "como assim acabou?". Foram 201 páginas muito bem aproveitadas.



marley1
Fiquei pensando em mil maneiras de falar sobre Marley & Eu, mas não encontrei.

Acho que todos conhecem a história, então não vou me prolongar. Foi uma experiência de leitura ótima e fiquei com vontade de ter um cachorro. A leitura é leve, apesar de rolarem algumas lágrimas no final. Eu não me apeguei tanto assim a história, acredito que foi porque eu nunca tive um cachorro. Em vários momentos eu idealizei meu gato, ou todos os gatos que já tive na vida, isso trouxe um sentimentalismo para a leitura, mas acho impossível não se apegar ao Marley. A menos que você odeie todos os animais do mundo.

Essa é uma leitura que eu recomendo para aquela tarde chuvosa, em casa. Chuva me deixa feliz, apesar de seu to melancólico. Combina perfeitamente com o tipo de livro que é Marley & Eu. O filme já não sei dizer, tenho que rever e assim que o fizer, venho fazer mais um daqueles posts comparativos (que são meus preferidos!).

Como eu disse, não vou me prolongar, até porque eu não tenho nada a acrescentar e eu estaria apenas deixando o texto maçante. A mensagem que fica é essa: vá ler o livro!



MV5BMjEwMDUyMzYzNl5BMl5BanBnXkFtZTcwMTAzODI3MQ@@._V1__SX1303_SY591_
Aqui temos uma road trip, Zooey Deschanel e músicas maravilhosas que ganham seu próprio espaço no enredo. Não, não é um musical. Elas apenas combinam com tudo o que está acontecendo.Gostei de saber que é uma produção independente. O filme em geral é bem monótono e as coisas vão acontecendo uma de cada vez. Foi bem produzido e não deixou a desejar em nenhum momento. É uma história leve, que vale a pena ser assistida. The Go-Getter foi outro filme que me ganhou pela trilha sonora. São peças que se encaixam em perfeita harmonia.
Tentei buscar palavras para descrever a experiência de assistir à este filme, não encontrei. Tudo se resume a simplicidade. O texto é curto porque estou tentando colocar em palavras tudo o que estou sentindo desde domingo. The Go-Getter é um filme que vale a pena ser assistido.
tumblr_mt2kqgQSA41qbxw2wo1_500
tumblr_mmcra6ZP4y1qmzcsgo1_r3_500



Sasameki_Koto_vol01



A história de Murasame Sumika, uma garota inteligente e atlética que está apaixonada por sua melhor amiga Kazama Ushio. Incapaz de confessar seus sentimentos, Sumika pode ficar apenas ao lado de Kazama e cuidar dela. Um dos maiores obstáculos para esse amor não é o fato de ambas serem garotas, mas por que Sumika não é o tipo de Kazama, que prefere garotas fofas. Então como Sumika irá fazer?

Falando assim, parece uma história bobinha. Nunca acredite 100% na sinopse de um mangá. Eu mesma não esperava por nada, mas o Sasameki Koto conseguiu me prender. A história é fofa, engraçada e leve. Sabe aqueles dias em que você não quer ler nada muito complexo? Mas isso não tira o mérito do mangá. Não me entenda mal, é muito bom. Recomendo.

O enredo basicamente narra o cotidiano de Sumika e Kazama e como cada uma lida com o "ser lésbica". Fiquei completamente obcecada querendo saber a continuação a cada vez que terminava um capítulo, não parava de ler  para nada, virei a noite várias vezes com Sasameki Koto e todas valeram a pena. É engraçado, é fofo, é divertido, é amor. É uma leitura de altos e baixos, conta com várias reviravoltas e sempre que parecia que ia rolar: fuem! Mas aquilo me prendeu.

Com o progresso da leitura começamos a nos aprofundar aos poucos as personagens principais. Quando Sumi finalmente percebe que está apaixonada, é a coisa mais fofa do mundo. O foco não fica apenas na construção do relacionamento das garotas, temos várias histórias paralelas, o que não deixa o mangá cansativo em momento algum. Um dos meus personagens favoritos, apesar de aparecer pouco, é o Akemiya-Kun, ele é um amor. Durante a leitura entramos em contato com a cultura japonesa, como suas comidas, festas, tradições e muito - mas muito - karatê. O pai da Sumika é dono de um dojo.

Enquanto eu lia durante a semana, fui dormir todos os dias a partir das três horas da manhã, porque fiquei completamente consumida pela história. Ficava no "vou ler só mais  um capítulo" e quando via, o sol já estava nascendo. Is that the sun?! Acho que se não fosse a necessidade de dormir, porque afinal temos uma vida, somos todos humanos, eu teria terminado bem antes. O bacana é que, com as reviravoltas, as vezes o capítulo não termina tão "meu deus e agora", daí você consegue dar uma pausa, mas é difícil, a grande maioria eu não consegui largar.

Para não revelar muito do enredo, só digo que vale muito a pena ler este mangá se você estiver afim de ler um romance gostoso de ser lido. Fica a dica!