A primeira vez que eu li a história d'O Mágico de OZ eu ainda estava na escola, mas não me lembro o ano exato. Só lembro que na biblioteca peguei um livro branco, meio pequeno, grosso para aquela época, com o título escrito em letras azuis bem grandes. Desde então é uma de minhas histórias favoritas.

O Mágico de OZ conta a história de Dorothy, uma garotinha que é levada por um ciclone para o país de OZ e precisa encontrar uma maneira de voltar para casa e o único que aparentemente pode ajudá-la, é o Grande Mágico. O mais divertido de reler esse livro é que eu não me lembrava de nada do miolo. Eu sabia só início e o final da história. A criatividade de Baum não tem limites e eu adoraria uma refilmagem para ver todos os seres criados por ele ganhando vida.


Sobre o filme da até para entender porque não é totalmente fiel. Ficaria muito longo e algumas coisas eu acho que só dariam certo com os efeitos especiais de hoje, mas mesmo com recursos limitados, conseguiram produzir uma obra prima. Já esse segundo filme é Tin Man: a nova geração de OZ, uma adaptação mais adulta da história com um desfecho pra ficar de boca aberta, que eu curiosamente assisti antes do filme de 39. Recomendo!



Um Comentário

  1. Amo, amo, amo O Mágico de Oz, assisti quando eu era bem pequena e carrego muitos ensinamentos até hoje.

    ResponderExcluir