Ou memórias da sétima série.

Pode não parecer, mas eu ouço música nacional. Antes de 2008 eu não conhecia muitos artistas internacionais, não tinha muito acesso à internet nem TV por assinatura, então eu ouvia o que tocava no rádio ou o que os coleguinhas de escola me apresentavam. Como sempre, sendo a ovelha negra da turma, enquanto todo mundo estava ouvindo Cláudia Leitte (saudades Bola de Sabão), eu fui ouvir Pitty e NX Zero. Eu amava NX Zero, mas hoje vim falar da Pitty.


Esses dias (semana passada), me peguei ouvindo a dita cuja. Na verdade acho que nunca deixei de ouvir Pitty. Já me peguei cantarolando várias músicas daquela época. Engraçado que enquanto ouvia Admirável Chip Novo - o CD -, eu percebi que sei a maioria das letras. E ah, as letras. Não sei falar, só sentir. Pra mim isso é música de verdade. Não importa o ritmo, o que importa é ter letra e contar histórias. Pitty come to Uberlândia! Aos 13 anos eu curtia o som, aos 20 o som faz sentido na minha vida. De longe acho que minha música favorita do álbum Admirável Chip Novo, é música de mesmo nome, mas deixo vocês com Equalize porque sim. Eu vou equalizar você, numa frequência que só a gente sabe. Eu te transformei nessa canção pra poder te gravar em mim...

Deixe um comentário