Que livro é esse?

Esse foi o terceiro livro do ano e estou muito bem até agora, obrigada. Trono de Vidro conta a história de Celaena Sardothien, a maior assassina de Adarlan. Ela está cumprindo sua sentença em Endovier quando recebe uma proposta em troca de sua liberdade: representar o príncipe herdeiro em uma competição e tornar-se a campeã - assassina - do rei. Eu não dava nada por essa história, até começar a ler.

Temos magia, seres estranhos, profecias, romance e mistério tudo em um livro só. Eu não sou muito fã de romance, mas o romance em Trono de Vidro não é esfregado na sua cara e nem acontece do nada, é sutil e cresce com o tempo, como tem que ser. A magia foi banida de Adarlan, mas tem coisas estranhas acontecendo no castelo de vidro. Fantasmas do passado retornam para pedir ajuda. Nada é o que parece ser. Muita coisa acontece ao mesmo tempo.

Celaena não é uma personagem chata daquelas que merecem uma chinelada na cara. Ela tem seu próprio carisma, e mesmo sendo uma assassina, você sabe que ela tem um coração. Outros personagens marcam presença e deixam a leitura cada vez mais tensa em seu núcleo de relacionamento. A autora vai criando um círculo de mistérios onde você não vai parar de ler até descobrir o final, apesar de não querer que o livro acabe.

Se todas as leituras desse ano forem como as três primeiras, esse ano será ótimo - literariamente falando.

Deixe um comentário