Aqui quem fala é a Ludimila de 20 anos e hoje eu vim pra conversar um pouco com você. Não sei bem por onde começar, nem quais conselhos te dar, mas eu costumava dizer que a nossa melhor época foi a nossa infância. Eu estava errada. A nossa melhor época é essa de onde eu falo, que você aos 13/14 anos, duvida que possa um dia existir.  Ainda somos bem jovens, mas só nós sabemos quanta coisa aconteceu nesses dez anos. Dez anos. Você sempre foi uma garota sonhadora, sua imaginação não tem limites, e o primeiro conselho que eu quero te dar é esse. Jamais pare de sonhar. Imaginar. Criar. Você é boa nisso, só não sabe. E sobre sonhar, planeje-se. Certos sonhos um dia tornam-se projetos, e para projetos saírem do papel, você tem que planejar. Eu sei que você hoje tem só 10 anos, quase 11, mas não se assuste com essa carta. Como disse a Professora Maluquinha daquela vez: "você vai entender quando crescer". Falando em Ziraldo, não pare de ler e continue escrevendo. Isso te faz bem. Quando você estiver com mais ou menos 12 anos, vai ler um livro que estará sempre relendo desde então. Esse livro te ensinará uma grande lição que você leva até hoje. Agora eu vou avançar um pouco no tempo, 2009. No final do ano você vai viver o que chamará por muito tempo de o melhor dia da sua vida. Você vai ficar nervosa, ansiosa, vai morrer de medo de errar de novo e não vou dizer para você se acalmar, mas acredite, vai dar tudo certo e a única que vai perceber que você tropeçou, será nossa mãe. É nesse dia que você dá seu - nosso - primeiro passo para o futuro. E a dica para esse dia é: divirta-se! Agora vamos avançar um ano, 2010. Você vai criar seu primeiro blog e vai descobrir que ama isso. Ele nada mais é do que um diário, igual o que você tinha em 2009, mas dessa vez na internet. Escreva, MUITO! Eu sei que essa fase está sendo horrível pra você, sem querer ser estraga prazeres, sinto dizer que ela vai piorar, mas você tem só 16 anos, calma cara. Não saber o que você quer fazer, não é o fim do mundo! Eu poderia agora pular para 2011 e evitar o que aconteceu naquele ano, talvez nós não tivéssemos sofrido tanto, mas talvez você não teria se tornado essa menina - mulher que sou hoje. Os anos entre seus 17 e 19 anos será sua pior fase, mas vai passar, e você sentirá orgulho de ter passado por isso. Mas não foi de todo mal, você aprendeu muita coisa nesse final da adolescência e continua aprendendo. E você descobriu muita coisa sobre si mesma, que você duvidava. Meu conselho é: jamais pare de estudar. Com o passar dos anos você vai mudar mais de profissão do que de roupa, mas - spoiler alert - você descobre o que quer fazer, então, desacelere e não se estresse. Tudo tem seu tempo e essa maré ruim finalmente vai abaixar em 2013. Assustador para uma garotinha de 10 anos? Se eu estivesse mesmo falando com você pessoalmente, você estaria fascinada, afinal, sempre adoramos esse tipo de coisa. Maluco, né? Você não estará com a vida pronta aos 20 anos, quem está? Eu poderia dizer para você deixar de tímida ou conversar mais, mas não vale a pena, essa é quem você, eu, nós somos. Acho que o melhor conselho que posso te dar é seja você mesma. Você se saiu muito bem, mesmo sem ninguém lhe dizendo isso diretamente. Tenho orgulho de você. Da adolescente que você foi. Espero que a nós do futuro leia essa carta e também sinta orgulho desse 2015 de onde falo, agora vai lá ser criança e assistir Harry Potter que você merece.

Grande abraço, sua eu, do futuro.

Deixe um comentário