Até eu arrumar um nome melhor para resumo do mês, o título fica resumo do mês, e  acho que já gastei toda minha criatividade nos anteriores. Enfim. Esse mês foi... uma bagunça! O mês de julho sempre é um dos melhores meses do ano pra mim. Não sei se é a vibe de aniversário, o inverno ou a energia positiva, mas julho sempre foi sinônimo de amor <3 mas esse ano eu tive mais dor de cabeça do que qualquer outra coisa. Eu gostei de boa parte do mês, mas também deletaria sem medo a outra parte. E chegamos ao resumo do mês.

#desafioprimeira: esse mês o desafio ficou mais pra lá do que pra cá. Eu postei a maior parte dos dias, mas a maioria bem atrasada ou marcando fotos antigas, fuem. Espero conseguir voltar em agosto *dedos cruzados*.


Book photo challenge: outro projeto fotográfico que começou muito bem, mas ficou travado na metade, na verdade nem isso. Quero me programar com tempo para fotografar os livros antecipadamente, editar e depois só postar na data certa. Eu postei as fotos lá no meu Tumblr pessoal.

No cinema:

Cidades de Papel: eu fui no cinema \o/ Pra quem não sabe, Cidade de Papel é a adaptação do livro de mesmo nome do autor John Green, eu já cheguei a citá-lo aqui no blog e aqui também. Eu amo esse livro, depois da A Culpa é das Estrelas, esse é o meu livro favorito do John Green, então eu esperava um boa adaptação assim como foi com A Culpa é das Estrelas, maaaaas: criei expectativas demais. Primeiro de tudo, eu até hoje não consegui absorver a ideia de Cara Delevingne como Margo, desde que ela foi escolhida isso não entrou na minha cabeça. O filme começa muito bom, mas ali do meio para o final começa a desandar e a cena que eu mais esperava que fosse igual do livro simplesmente foi trocada. Veja bem, não estou dizendo que eu queria uma cópia do livro na tela, estamos falando de adaptações, mas a última cena com a Margo no livro é perfeita, quando Q a encontra completamente diferente, com o cabelo curto e meio suja e eles enterram o caderno dela. No filme ela nem cortou o cabelo! Mas fora esses detalhes, foi um bom filme, quem não leu o livro com certeza se divertiu da mesma forma, porque posso dizer, a sala ria em uníssono. E preciso abrir um parenteses aqui e falar: Ben melhor personagem. Mas no final o mais importante ficou, a essência da história que o John quis passar no texto: não seja uma pessoa de papel.

Livros:
Vacaciones: nesse livro vamos acompanhar as entradas do blog de Ana Paula Barbi entre os anos de 2004 à 2007 e depois 2013, entre seus 20 e 30 anos, todas as burradas, todos os seus aprendizados, ela se descobrindo e descobrindo o mundo. E não sei se você acredita em destino mas essa história ter parado nas minhas mãos no meu aniversário de 21 anos durante uma viagem é coincidência demais pra um raio só. Eu gostei tando do livro que ele mereceu uma postagem só para ele aqui, e chorei um pouco por só ter a opção e-book. Vale a leitura. Em uma frase: "Vinte e um. Foda. Porque né, depois dos vinte fodeu. Vinte e dois, vinte e três, vinte e quatro, dor na lombar, trinta, glaucoma, quarenta, enfisema, varizes, cinquenta, problema de gota, setenta, câncer, oitenta, e pronto. Você morre na fila do SUS." ☆☆☆☆☆

As Valentinas: é um conto que se passa antes dos acontecimentos do livro "Meus 15 anos", da Luiza Trigo. Esse conto se passa no dia dos namorados, mas Bia e suas amigas estão solteiras, e Bia odeia essa data alegando que é uma data capitalista e que não tem razão nenhuma para ela existir. O conto é bem curtinho, eu li em mais ou menos uma hora e fiquei com muita vontade de ler "Meus 15 anos" agora já que a festa é citada em toda a história. As amigas de Bia não sabem e Bia não pode contar uma vírgula de como será a festa. É como um festa surpresa, só que ao contrário. A Luly mandou bem em deixar o leitor curioso. Em uma frase: "Acho que os melhores amigos são todos assim. Eles sabem como tirar a gente do sério, mas também nos alegram como ninguém." ☆☆☆☆☆

Quinze Tons de Constrangimento: seguindo o mesmo estilo de "Vacaciones", aqui, Polly com seu bom humor vai nos contar quinze situações pelas quais ela passou em sua vida... sexual. Isso mesmo. E, spoiler: um dos caras apareceu em "Vacaciones". São causos curtos, é como se você estivesse conversando com uma amiga e ela estivesse te contando suas histórias. É bem leve, e diferente de "Vacaciones" que ficou mais para uma dramédia e é maior, "Quinze Tons de Constrangimento" é curto, mas vale a pena. Eu também consegui ler em uma hora. É o livro perfeito pra quando você quer uma coisa mais leve, só para descontrair mesmo. Em uma frase: "Se realmente aprendêssemos com nossos erros eu seria um gênio." ☆☆☆☆☆

Os melhores curtas de julho:
Dos trinta e um curtas de julho, eu só assisti cinco. Shame on me! Um deles foi "Love is all you need?" e teve um texto só para ele aqui e o outro que vale a pena citar é "O Poeta Dinamarquês", que conta com os acasos da vida na hora de unir dois corações. Cinco estrelas e coração para os dois. ☆☆☆☆☆♡


Além disso, como eu já falei lá em cima, esse mês foi meu aniversário e além do texto nosso de cada ano, eu fiz alguns memes, o "Na cozinha" voltou, teve maratona Maria Antonieta e um pouco de Paris, um documentário sobre Uberlândia e eu troquei o layout do blog - de novo. Eu gostei dele escuro assim. E digamos que eu troque ele de acordo com meu humor então é possível que daqui alguns meses ele volte a ser clarinho ou sei lá. Mas pode ter certeza que até dezembro ele já está de cara nova. Acontece.

LINKS, LINKS, LINKS
Esse mês tem link pra caramba porque eu lembrei de salvar enquanto lia:




Ufa! Acho que por hoje e por julho é só, te vejo no mês que vem! ( ˘ ³˘)♥

2 Comentários

  1. HAHA, faz pouco tempo que li o livro da Polly tbm, e acabei de postar uma resenha, vem ver: https://alinecandelaria.wordpress.com/2016/01/28/voce-tem-que-ler-quinze-tons-de-constrangimento/
    Sobre o outro estou na metade, mas já percebi o spoiler que vc contou. O carinha do Habbibs! HAHAHAHAHA. Eu ri muito, socorro. Que lindo teu lugar <3

    ResponderExcluir