Eu terminei de ler Os Três Mosqueteiros mês passado e eu mal havia terminado, ele já havia se tornado um de meus favoritos. É arrastado, Alexandre Dumas é o cara das descrições, mas eu amei essa história dos quatro cavalheiros e suas aventuras pela França e redondezas. Athos, Porthos e Aramis. No qual se estabelece que, apesar de seus nomes em os e is, os heróis da história que teremos a honra de contar aos nossos leitores nada têm de mitológicos. Ou talvez tenham. Os três mosqueteiros que na verdade são quatro enfrentam grandes inimigos durante toda sua história, mas claramente o maior de todos, é a maior. Milady de Winter. Ou qualquer um de seus outros nomes. Milady foi muito bem criada por Alexandre Dumas e tudo o que você quer é que ela perca logo a cabeça – literalmente. 

Intrigas, política, amores proibidos, é de tudo isso que se trata essa história, na qual você se vê apegado aos personagens e com medo de que algo os aconteça, mas logo você percebe que mosqueteiros não morrem facilmente. Queria poder dizer o mesmo dos outros personagens. E acho que o mais importante a se dizer, tem base histórica. Um romance de capa e espada como dizem, que foi adaptado, e me permito dizer que fielmente, para uma série de TV. Eu já sei o que acontece, mas cada minuto vale a pena. Claro, posso ter imaginado alguns personagens um tanto diferentes, como um cardeal gordo, uma Milady loira e um Porthos galante, mas nesse último lembre que Aramis era o nosso amante o tempo todo. As batalhas e tramoias fazem jus à escrita de Dumas, temos ação em todos os episódios e não se assuste com os 45 minutos de duração. Não poderia ser menor que isso. Já terminei o livro querendo reler, e agora que estou assistindo à série, quero mais ainda.

Estamos falando de um romance de época, o visual não poderia ser mais do que incrível, mas pode ser que você não consiga aproveita-lo muito bem devido às batalhas. Eu provavelmente assisti alguma adaptação, mas acho que nenhum filme de três horas daria conta dessas 788 páginas fielmente. Acontece muita coisa com os mosqueteiros e fico feliz em acompanha-los agora nessa série. E é bom e ruim saber como tudo termina. E, por favor, que eles não mudem o final de nenhum personagem. De um deles eu até ficaria feliz, mas sejamos realistas. A série está rodando, espero que a terceira temporada saia logo, e se você ainda não entendeu, eu indico os dois: seriado e livro.

2 Comentários

  1. Sou muito fã da história dos mosqueteiros, mesmo sabendo que a leitura pode ser maçante, quero conferir o livro para depois acompanhar a série <3

    Faroeste Manolo
    Página Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu demorei quase dois anos pra ler mas valeu muuuuito a pena <3

      Excluir