Estamos oficialmente na metade do ano. Junho. E esse é o resumo do mês.
De volta ao casulo, mais para dentro que para fora, o inverno chegou, meu aniversário esta chegando. Esse mês eu passei duas semanas diretas usando o mesmo tênis por motivos dele ser lindo demais e ter sido presente de uma pessoa linda demais, e porque ele esquenta meu pé, completamos três meses de amor (e além) e comprei uma mesa pra chamar de minha, só falta montar. Esse ano efetivamente fez (e esta fazendo) frio, continuei recheando meu guarda-roupa com novas peças e nunca estive tão satisfeita com a minha imagem. Nessa última semana, do dia 25 pra cá, um sorriso se formou nos meus lábios e nunca mais saiu, e na terça-feira só aumentou. Mas é o tipo de coisa que você só compartilha depois de pronto sabe?! Mas eu nunca estive tão bem e tão feliz. 2016 já esta na metade e é incrível a quantidade de coisas que já me aconteceu e é lindo o que estamos construindo, conheci alguém que merece dividir o palco e o trono comigo. Eu não quero falar muito (ainda) dessa parte da nossa vida, é que não tem mais a ver só comigo ou o que está no meu coração, tem a ver com a gente, com o nós, com um conjunto, com uma parceria, então prefiro guardar para a gente por ora e na hora certa, compartilhar. 

Dos livros eu li Soppy - os pequenos detalhes do amorMary Poppins e um livro de contos dos irmãos Grimm, Contos clássicos de Grimm: Seleção da edição Contos maravilhosos infantis e domésticos 1812-1815 -- cheguei a marca de sete livros no ano até agora (sinto meus livros me julgando todos os dias). Dos filmes nós assistimos Kick Ass 2 e Super 8 e eu assisti The Fundamentals of Caring, todos os três são ótimos filmes, e no ano cheguei a trinta e oito. Dos seriados eu comecei Agent Carter e assistimos as duas primeiras temporadas de Z Nation, agora só em setembro. Sobre a lista de não-metas, incrivelmente passei a dormir cedo na maioria dos dias, meu cabelo continua crescendo rapidamente, desisti de ser fitness saudável, quer dizer, não de ser saudável, mas toda aquela história de exercícios físicos, adeus sedentarismo, olá ballet? A preguiça é maior que tudo. E tá frio. Comer comida de mãe é ter uma alimentação saudável ao meu ver, menos aos finais de semana quando virar os reis da pizza ou da lasanha congelada ou do hamburger é muito mais legal. A não-meta de tirar o salto do oxford morreu porque meu oxford morreu. Meu quarto anda do meu agrado assim como meu guarda-roupa e sobre isso já comentei. E sobre cuidar da pele, confesso que estar frio me ajuda a não cuidar tanto como antes, mas tirando essas espinhas que não vão embora nunca, meu rosto anda muito bem, obrigada. 

Nunca mais toquei no meu livro, não procurei por aulas de francês, quero trocar minha câmera, quase entrei em aulas de chinês, nem sei se as aulas de História da Arte I continuam no YouTube, sinto falta de gravar vídeos, nunca mais falei do Movie Box, desisti de fazer uma estante (de novo), por enquanto me viro com a mesa e num futuro próximo quem sabe talvez, prateleiras. Alguns livros continuam à venda e ufa. Tudo bem, não fiz tudo isso só em junho, mas para seis meses, muita coisa aconteceu, e muita mas muita coisa esta para acontecer nos próximos seis, então prepara a pipoca e a Coca-Cola que mês que vem tem mais. 

Dos links
Dos links, acredite, só tiveram quatro: 

Por último mas não menos importante...
Já fez frio na sua cidade? O inverno chegou pra você ou ainda is coming? Você assiste GoT? Eu não, mas sou o Capitão América das referências. Enfim, junho foi um mês maravilhoso assim como 2016 esta sendo um ano mágico e prometo voltar aqui dia 26 de julho acompanhada de Taylor Swift e mais um milhão de gifs, até lá, obrigada pelos peixes.

Deixe um comentário