Toda vez que sentir medo ou angústia, segure firme minha mão. Toda vez que quiser fugir, me coloque no bolso e me leve contigo. Não prometo muito, só te deixar mais leve e aumentar esse onze onde estamos. Sempre que quiser se esconder, se enfie debaixo do nosso cobertor de sempre, e cedo ou tarde aparecerei por lá também, normalmente, cedo, fazendo com que você grite socorro baixinho, só pra gente. Toda vez que sentir qualquer coisa que seja me abrace, e te abraçarei de volta com toda a força do mundo, e caso você não venha, tenha certeza que irei até você, com o abraço de sempre, com os braços de sempre, em torno do seu peito de frente para as suas costas, e ali me encaixo e me deixo até que você consiga se virar e se entregar ao nosso beijo. Se seu chão balançar demais, se sua mente estiver prestes a explodir, não pense duas vezes antes de procurar minhas asas para ali debaixo entrar em paz e dormir. Faça na madrugada dos nossos sonhos nos tornarmos um só, seja lá qual for o lado da cama, qual cama, quarto, ou cobertor. E tenha certeza que toda vez que adormecer antes de mim vou te cuidar e mimar até a manhã seguinte te cobrindo de carinho e amor. Vem cá, ou deixa eu ir até aí.

2 Comentários