Duas semanas se passaram, décimo quinto dia, mais um dia riscado no calendário. Queria que faltassem quinze dias para você voltar, mas faltam 22. Na verdade, queria que não faltasse dia nenhum, que você voltasse agora, mas infelizmente não é possível. Pelo menos posso acordar de olho em você, para nossas fotos, sentir seu perfume sempre que preciso, fecho os olhos, é como se você estivesse aqui. Ao fazer o café nossas memórias me visitam. Sinto falta dos seus braços ao redor me mim, do seu abraço, do seu carinho.

Queria estar naquele filme Click, por mais que o personagem do Adam Sandler não termine muito bem - em um clique você estaria aqui ou em qualquer lugar que queira estar. Mas hoje ainda é domingo. Estou doida para arrancar a página de julho do calendário, agosto faz parecer que estou mais perto de você. Mas os dias passam devagar. Espero que o céu esteja tão azul quanto está aqui. Com o mesmo vento gostoso de agosto. E que esse vendaval te traga de volta.

Com você quero dividir a manta nos dias frios, o chuveiro nos dias quentes e a cama todos os dias. Trás contigo todos os seus problemas que eu tento fazer eles parecerem menores. Divido contigo meus sorrisos e prometo diminuir as lágrimas. Só não divido meu amor pois esse não pode ser dividido, só multiplicado. E com você somei, multipliquei, ao infinito e além.

Dois pontos que se esbarraram nas beiradas do universo. Dois átomos que se tornaram apenas um. Dois pontos de luz que se fundiram. Você fez um feixe de cor se transformar em uma verdadeira aurora boreal. Abrimos passagem para um mundo só nosso.

Eu era vermelho. Você era azul. Hoje estamos praticamente violeta. E contigo quero colorir o mundo.

 Se organizar, todo mundo bloga

6 Comentários

  1. Mas que texto mais amor gente! <3
    Adorei a maneira que você escreve... nem sei direito o que comentar, rs

    ResponderExcluir
  2. Texto lindo demais <3 mostra pra pessoa que você escreveu!

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir