Depois de 28 dias diretos de BEDA, me recuso a pular o dia 29. Mas eu não tenho nada! 

Hoje foi uma segunda-feira, começou bem, percorreu estranha, terminou ok. Eu dormi no trabalho, eu li por lá também, custou a dar 21:00, me sinto aflita no meio da bagunça do meu quarto, está calor e eu não sei lidar, olho para o meu mural e só consigo sorrir. Tem dois sentimentos presos dentro de mim. Dois não, alguns. Amor, plenitude, leveza, ao mesmo tempo aflição, nervoso, ansiedade. Infelizmente os segundos às vezes se sobrepõe. Mas então volto a ficar bem. 

Tenho alguns desejos para setembro. Saúde. Boas notícias. Que esse sentimento bom que acompanha 2016, acompanhe setembro. Em setembro temos a primavera. Que tudo o que foi plantado até hoje floresça e traga bons frutos. 

A sensação que tenho até esse momento no ano é que 2016 me fez de certa forma adulta, de coração adolescente e alma de criança. Cresci mas não fiquei ranzinza, sabe?

Se não fosse um post atrasado no BEDA, não seria eu.

Deixe um comentário