Dias de verão, noites de inverno, tempos de chuva, tempestade. Mas daquele tipo que vem para derrubar as velhas folhas  e depois regar as novas flores. Era fim de verão quando a gente se conheceu e se apaixonou. E se entregou. Então veio o inverno para congelar todo sentimento ruim e fazer com que eles se quebrassem para sempre e ficassem só os aprendizados e as coisas boas. Na primavera nós florescemos juntos e daqui a pouco já volta a ser verão e teremos atravessado as quatro estações juntos.

Os dias são mais coloridos até quando tudo parece cinza. É só lembrar do seu sorriso, do seu toque, de você. Entre tênis vermelhos e novos olhos, Marvel e DC, cães e gatos, flores e folhas marrons, pássaros e suas músicas pessoais, sempre naquele mesmo sofá, às vezes em outro, nós dominamos o mundo. No meio das nossas bagunças organizadas, criamos nosso universo onde, claro, nada é perfeito, mas é perfeito do jeito que é.

Foi numa transição de estações que nos declaramos pela primeira, já era Outono, todo o medo já havia morrido. Em junho foi dia dos namorados. Em setembro cresci mais um pouquinho apesar de tudo que trouxe. Nos resta agora esperar o Verão chegar para iluminar mais forte ainda essa nossa luz - e torcer para que se for para derreter, que seja de amor. 

4 Comentários