Tudo bem, talvez nem todos. Mas os livros, o jornalismo, Rory fala tanto comigo. Pode ser que eu não vá para a área, é quase improvável, mas sou tão apaixonada por conhecer aquele mundo, tenho uma gana tão grande daqueles papéis, daquelas histórias, daquelas imagens. Redação é uma paixão antiga e é incrível como depois de quase um mês sem escrever, escrevo às escondidas do computador do trabalho. E nem sei como poderei levar isto para casa. Está tão bem editado aqui. Mas quando chego em casa estou cansada pois me sinto sugada do dia todo. Estou cansada de todos eles, e eles nem sabem o que estou fazendo, ainda bem.

                Parágrafos são legais. Gosto de escrever no Word devido aos parágrafos. E porque as edições são lindas. Sou de humanas, sou das letras, amo textos justificados, mas estou adorando esse texto visualmente bagunçado. Até hoje tenho duvidas de como usar os “porquês”. O Word colocou acento nesse. E tem algumas palavras que me deixam confusa, como “acento” e “assento”; um é de sentar. Escrever é tão bom. E pensar que fiquei tanto tempo sem. Escrever e ler são coisas maravilhosas. Somos todos Rory Gilmore, todos nós que mantemos diários e escrevemos sobre nossas vidas.

2 Comentários

  1. Ah, eu também me sinto assim. Não sigo a profissão de jornalista nem nada do tipo, mas escrever é maravilhoso - assim como ler e conversar sobre um bom livro com alguém, assim como Rory. Espero que consiga continuar escrevendo, mesmo que bagunçado, mesmo não sabendo algumas regras e alguns vocabulários da nossa língua tão complexa (oras, ninguém conhece 100% das palavras, haha).
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever é libertador e o mais importante: me dá paz de espírito jogar tudo pra fora <3

      Excluir