Pra quem ficou com vontade de fazer blogmas, novembro foi uma vergonha. Eu postei exatamente duas vezes. Esse mês eu falei de moda e reclamei do tédio, terminei as aulas, fiz uma prova, tenho mais duas para fazer e um trabalho para terminar, comecei a reler Clarissa pois me serviu de inspiração para o crônica que preciso escrever, terminei Gilmore Girls e assisti a todo o especial quase no mesmo dia e como assim aquele foi o final? gostei, mas faltou alguma coisa, quero saber mais sobre as Gilmore Girls.

Mudei o template do blog e ainda não está exatamente como eu quero - e perdi a imagem do cabeçalho. É sofrível quando vamos para as páginas antigas e aparecem uma postagem solitária por vez, e não sei como tirar isso, tenho várias indicações literárias da faculdade para ler porém me faltam temers para adquiri-las e não quero ler em ebook no momento. Algumas delas são "O Mundo de Sofia", "O Nome da Rosa" e "Cândido ou o Otimismo", livros que fiquei de ler há um tempo e por isso deveria tê-los em casa, mas não tenho.

Quem estuda Filosofia é meio doido. E pensar que "escrevi crônicas" a vida inteira, mas quando preciso escrever para valer travo. 
Dos filmes: 
12/11/16 - Um Lugar Solitário para Morrer  ★★★★
19/11/16 - Drácula – A História Nunca Contada  ★★★★★
20/11/16 - Assim na terra como no inferno  ★★★★★

Dos links:

Faltou feijão pra novembro.


É uma verdade universalmente conhecida que no último mês comecei a usar vestidos, e meu primeiro vestido - digo primeiro pois foi pensado e analisado antes de comprar, e foi uma compra consciente de que eu queria usar vestidos na rua e não só em festas - foi da marca Antix.

A Antix é uma marca conhecida pela fofura de duas estampas e a qualidade de seus produtos e me apaixonei logo na primeira vez em que vesti o primeiro que comprei. Apesar de achar a maioria dos preços salgados - principalmente de lançamentos - a maioria das roupas que compro são de segunda mão porém super conservadas. Navegar pelo Enjoei tem sido um novo vício em busca de peças que combinem comigo e ter descoberto um grupo de vendas e trocas no facebook foi um caminho sem volta. Estou em processo de me conhecer e conhecer meu estilo mais e mais a cada dia e sinto prazer em "aprender a me vestir", e aos poucos vou perdendo o medo de mostrar um pouco de pele aqui e ali.

De alguns fatos, o All Star é uma peça que não sai dos meus pés desde os 8 anos e aquilo de "se pudesse ter um de cada cor, eu teria" é a pura verdade. Em meados da adolescência eu usei um vestido xadrez tomara que caia com um Converse branco, peças tomara-que-caia ainda são questionáveis mas vestidos e saias com tênis são parte de mim - e ainda não sei usar saias, a não ser as longas. Abrindo um parêntese aqui ainda sou atrapalhada com saias longas, principalmente para subir as escadas dos ônibus. Pra quem não sabe eu tenho aproximadamente 1,58 de altura e não muita destreza no andar, então sempre que subo escadas e levanto a barra da saia, ela ainda consegue se enfiar debaixo dos meus pés e quase me fazer cair (e convenhamos, os ônibus são altos demais).

Saias curtas e bolsas ainda são desafios (eu carrego coisas demais), e o que quero dizer com tudo isso é que talvez eu comece a falar mais e mais e roupas e essas coisinhas por aqui por motivos de registro e acompanhamento da evolução. Tenho pouquíssimas fotos entre meus 10 e 13 anos e memórias vagas do que eu usava naquela época e ainda sou apaixonada por algumas peças anteriores a minha adolescência, aos 17 eu só usava jeans, Converse (ele!) e camiseta, em sua maioria pretas, novamente, sem imagens e só de um ano para cá comecei a pensar realmente em quem eu sou e o que quero mostrar para o mundo. Ainda não gosto de aparecer em fotos, fato, porém nada que algumas selfies no espelho não ajudem.

Esse blog é um diário e está entrando em uma nova fase. Nota mental: lembrar de tirar fotos antes de sair de casa.


Hoje é feriado e estou entediada.

São 18:20 e meu dia foi resumido a me arrastar do quarto para a cozinha e vice-versa, com uma pausas esporádicas no computador no meio do caminho. Estar sem notebook nessas horas é um saco pois tenho que depender do celular onde o alcance de internet não está sendo dos melhores. 

Logo ao acordar li a Newsletter da Anna Vitória sobre desemprego onde ela comenta sobre sair sozinha por aí, o que me deu vontade de me levar para passear e me questiono se o sebo citado por ela é o Sebo Maravilha (somos da mesma cidade!). Pausa para que eu possa responder o e-mail dela.

Despausa.

Perdi o ritmo da conversa. E ah, nunca sei responder e-mails ou as pessoas no geral, o que vou dizer sempre sai bem melhor na minha mente. 

Lendo + Asssistindo + Etc
"O Poder da Bruxa", Laurie Cabot. Querendo ler "O mundo de Sofia", "O nome da Rosa" e "O Cândido ou o Otimismo", mas antes, esperando a #blackfriday.

Mês passado assisti, que me lembre, três filmes: 
22/10 - Alien Uprising  ★★
23/10 - Efeito Borboleta  ★★★★★
30/10 - Viagem à Lua de Júpiter   ★★★★★

O último foi bem interessante, em formato de documentário com ficção científica, vale a pena as surpresas do filme. Faltam oito episódios para o fim de Gilmore Girls e não compartilhei os links de outubro no resumo do mês!


Nesse quesito de links o desktop ganha do notebook.

Por hoje é só!