Em fevereiro eu me senti o tempo todo em uma montanha russa que foi mais para baixo que para cima. Definitivamente existem mil coisas em mim e ao meu redor que quero mudar, mas às vezes, na maioria das vezes (odeio admitir), me sinto imponente, como se eu não fosse essa pessoa capaz de fazer qualquer coisa. Eu me esqueço disso, que sou capaz de voar se eu quiser, e fico me prendendo cada dia mais, cada vez mais à correntes imaginárias que eu mesma criei. Fico tento picos de energia e quando a luz acaba eu desabo. Parece até que já escrevi sobre isso antes. Minha vontade é de estar escrevendo sobre coisas felizes, mas por agora tudo o que tenho é esse estado fantasma, onde eu pairo sobre as coisas. A única coisa que tenho certeza que sei é que sou muito mais sincera quando escrevo. É mais fácil.

Porém quero deixar tudo isso para trás agora em março. Não apenas quero, eu vou. Querer é muito pouco. Pode parecer um texto confuso e inconclusivo, mas é um texto real. Eu não vou mais sofrer, eu não vou mais chorar, eu não vou mais fugir. Até então a única coisa que sempre fiz foi fugir. E esse tá sendo o resumo do mês mais estranho da história. É que tudo estava indo bem nesse curto mês que é fevereiro, mas daí me veio uma maré de bad, e essa maré de bad me engoliu, não foi uma semana, não foi durante uma grande parte do mês, foi hoje, no último dia, quando eu pensava que estava tudo bem, mas não tava, e aí fiquei ali parada no meio do quarto com a cabeça girando e me perguntando por que porque porquê por quê. Daí eu levantei, parei de perguntar pqpqpqpqp e fui viver. Maré de bad, às vezes bate, algumas vezes vem em forma de onda, em outras, tsunami. Sorte minha que sei nadar (cachorrinho).

Falando em cachorrinho, eu quero ter um cachorrinho e só não falo que vou ter um cachorrinho por motivos de mãe não quer um cachorrinho.

E eu nem quero que nada seja perfeito, eu só quero existir e viver da melhor forma possível.


1) Spotify premium é amor, mas quando acabar o mês grátis certeza que volto a usar os dados móveis sem pensar duas vezes.
2) La La Land - Cantando Estações ganhou o Oscar no meu coração.
3) Ouçam a trilha sonora de  La La Land - Cantando Estações (tem no Spotify).
4) Dancem ao som da trilha sonora de  La La Land - Cantando Estações.
5) Amor próprio é tudo.
6) Cedo ou tarde o seu quarto de infância não vai ser mais que isso - seu quarto de infância.

Até a próxima...

2 Comentários

  1. Fevereiro também foi bem estranho para mim, mas tento olhar o que aconteceu de bom, senão acabo afundando :c

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É aquele ditado:
      "Continue a nadar, continue a nadar"

      Excluir