Março foi um mês tão cheio de procrastinação que procrastinei até o resumo do mês. Foi o mês em que finalmente tirei férias, porém não consegui exatamente descansar pois também foi o mês em que mais entrei na bad na história dos meses de bad. Eu até consigo imaginar o motivo, mas não vale a pena, vida que segue. Tanto é que não tem muito o que falar, eu não sei muito o que falar. A única coisa mais grandiosa que me aconteceu definitivamente foi a tatuagem e o Loki ter entrado na família. Fiquem com um vídeo meio torto:

Prazer, Loki


Aliás eu entrei numa vibe de gravar vídeos, do tipo, o liquidificador batendo um futuro milkshake e estou me perguntando se usei algum tipo de droga. Não que eu saiba. 

E troquei meu equipamento fotográfico. Quer dizer, comprei uma câmera nova e falta a moça enviar, a Oly (só porque é uma Olympus) fará uma longa viagem de Porto Alegre até Minas Gerais. 

Enfim, março.

Deixe um comentário